Cuidado com o Sódio…o amado sal.

 

Os caldos de carne, de frango, bacon e os de legumes também,esses prontos,parece 
que dá um sabor especial ao alimento mas na verdade ele vicia o paladar ,e esses 
temperos deixam tudo com o mesmo sabor e fazem muito mal,neles tem uma quantidade exagerada de sódio que é péssimo para a saúde, e tem também  tem o glutamato 
monossódico, uma substância que após muitos estudos ficou comprovado que favorece o aparecimento  de câncer, mal de Parkinson e algumas  doenças relacionadas ao 
sistema nervoso.
Os Caldos podem ser substituídos por caldo feitos com ingredientes naturais,feitospor você , congelados e guardados em saquinhos bem fechados no congelador,na hora de preparar um prato utilize e com certeza o sabor será muito melhor ,e  Você 
pode fazer de frango ,carnes,vegetais,bacon,feijão é só usar a imaginação...
O Consumo de sódio...
Adultos saudáveis devem consumir cerca de 2.4 mg de sódio por dia
Especialistas aconselham que determinados grupos de riscos, como pessoas com 
pressão arterial alta, diabetes ou doenças renais, devam consumir não mais do que 1.500 mg de sódio por dia. Afro-americanos e pessoas de meia idade também devem 
limitar o consumo, mas os adultos saudáveis podem consumir com segurança cerca de 2,4g por dia. Embora a ingestão diária recomendada para uma pessoa saudável seja 
de 2,4g (o equivalente a uma colher de chá de sal ), verifica-se que o brasileiro consome entre 4 - 6g por dia. Desse total, cerca de 75% é adicionado durante o 
preparo do alimento, com o objetivo de preservá-lo ou para lhe dar sabor. 
O restante está presente naturalmente no alimento.
Substitua o sal
Os médicos dão a dica para  que as pessoas percam o hábito de ter o saleiro sempreà mesa e comecem a substituir o sal por temperos naturais, como cebola, alho, salsinha, cebolinha, orégano, hortelã, limão, manjericão, coentro e cominho, entre 
outros.
Sal não é tempero.
É bom evitar também carnes muito salgadas, como bacalhau, charque, carne-seca e 
defumados. Outra recomendação é sempre experimentar a comida antes de pôr sal, 
para ver se está adequada ao seu gosto. Além disso, aos poucos, o paladar se 
acostuma com menos sal na alimentação.
Deixar de colocar aquela pitadinha de sal a mais na comida pode ser melhor para o organismo do que se pensava anteriormente; os estudos mostram que pessoas 
hipertensas poderiam até parar de tomar remédios se diminuíssem a presença do 
tempero em suas dietas. Isto porque o sódio presente no sal influencia o sistema 
circulatório e afeta a habilidade dos rins de excretarem resíduos e líquidos.
Quando o nível de sódio do organismo é baixo, os rins aproveitam as substâncias 
químicas da urina, devolvendo-as para a circulação. Alguns indivíduos, entretanto,possuem uma tendência genética a reter mais sódio que necessário. Dessa forma, o 
organismo também precisa de mais líquido para equilibrar a concentração de sódio 
no sangue. Portanto, os rins retiram menos líquidos do organismo e, 
consequentemente, há uma diminuição na excreção de urina. Dessa forma, o coração éforçado a bombear com mais força para manter um volume maior de líquido em circulação, aumentando, assim, a pressão arterial.
Embora o sódio seja o mineral mais diretamente relacionado com a hipertensão, sabe-se hoje que outros minerais podem também interferir nos níveis de pressão. Há 
fortes indícios de que os níveis de potássio também sejam muito importantes. De 
acordo com estudos, o potássio protege contra o aumento da pressão e o acidente 
vascular cerebral. O que determina o nível de pressão não seria, portanto, a 
quantidade de sódio isoladamente, mas a relação potássio / sódio, que deveria ser de 1 para 1,5; em geral essa relação é de 0,3 para 1. Alimentos ricos em potássio são o brócolis, os legumes, o abacate, a banana, batata, entre outros.
Alguns alimentos e quantidades de sódio
Azeitona verde (cerca de 30 g) 925 mg
Picles (cerca de 30 g) 440 mg
Biscoito salgado (cerca 30 g) 475 mg
Bacon (03 fatias grelhado) 300 mg
Batata frita (cerca de 30g) 135 mg
Salame (cerca de 50 g) 575 mg

sal3

 

Fontes de pesquisa
Culinária da Hora-G1-Uol-OMS

Anúncios

Derrame(AVC) – Novo Sintoma : a Língua (é bom saber)

Disse um neurologista que se levarem uma vítima de derrame dentro das primeiras três horas, ele pode reverter os efeitos do derrame -totalmente. Ele disse que o segredo é reconhecer o derrame, diagnosticá-lo e receber o tratamento médico correspondente, dentro das três horas seguintes, o que é difícil.

 RECONHECENDO UM DERRAME
 Muitas vezes, os sintomas de um derrame são difíceis de identificar. Infelizmente, nossa falta de atenção,torna-se desastrosa. A vítima do derrame pode sofrer severa consequência cerebral quando as pessoas que o presenciaram falham em reconhecer os sintomas de um derrame.

 Agora, os médicos dizem que uma testemunha qualquer pode reconhecer um derrame fazendo à vítima estas três simples preguntas:

 S* (Smile) Peça-lhe que SORRIA. T* (Talk) Peça-lhe que FALE ou APENAS DIGA UMA FRASE SIMPLES. (com coerência) (ex : Hoje o dia está ensolarado)

R* (Rise your arms) Peça-lhe que levante AMBOS OS BRAÇOS.

 Se ele ou ela têm algum problema em realizar QUALQUER destas tarefas, chame a emergência imediatamente e descreva-lhe os sintomas,ou vão rápido à clínica ou hospital.

Novo Sinal de derrame – Ponha a língua fora.

 NOTA: Outro sinal de derrame é este: Peça à pessoa que ponha a língua para fora.. Se a língua estiver torcida e sair por um lado ou por outro, é também sinal de derrame

AVC
Por Dr. Draúzio Varela

O acidente vascular cerebral (AVC), conhecido popularmente como derrame cerebral, pode ser de dois tipos:
a) Acidente Vascular Isquêmico – falta de circulação numa área do cérebro provocada por obstrução de uma ou mais artérias por ateromas, trombose ou embolia. Ocorre, em geral, em pessoas mais velhas, com diabetes, colesterol elevado, hipertensão arterial, problemas vasculares e fumantes.
b) Acidente Vascular Hemorrágico – sangramento cerebral provocado pelo rompimento de uma artéria ou vaso sanguíneo, em virtude de hipertensão arterial, problemas na coagulação do sangue, traumatismos. Pode ocorrer em pessoas mais jovens e a evolução é mais grave.
Sintomas do AVC
a) Acidente Vascular Isquêmico
* Perda repentina da força muscular e/ou da visão;
* Dificuldade de comunicação oral;
* Tonturas;
* Formigamento num dos lados do corpo;
* Alterações da memória.
Algumas vezes, esses sintomas podem ser transitórios – ataque isquêmico transitório (AIT). Nem por isso deixam de exigir cuidados médicos imediatos.
b) Acidente Vascular Hemorrágico
* Dor de cabeça;
* Edema cerebral;
* Aumento da pressão intracraniana;
* Náuseas e vômitos;
* Déficits neurológicos semelhantes aos provocados pelo acidente vascular isquêmico.
Recomendações
* Controle a pressão arterial e o nível de açúcar no sangue. Hipertensos e diabéticos exigem tratamento e precisam de acompanhamento médico permanente. Pessoas com pressão e glicemia normais raramente têm derrames;
* Procure manter abaixo de 200 o índice do colesterol total. Às vezes, só se consegue esse equilíbrio com medicamentos. Não os tome nem deixe de tomá-los por conta própria. Ouça sempre a orientação de um médico;
* Adote uma dieta equilibrada, reduzindo a quantidade de açúcar, gordura, sal e bebidas alcoólicas;
* Não fume. Está provado que o cigarro é um fator de alto risco para acidentes vasculares;
* Estabeleça um programa regular de exercícios físicos. Faça caminhadas de 30 minutos diariamente;
* Informe seu médico se em sua família houver casos doenças cardíacas e neurológicas como o AVC;
* Procure distrair-se para reduzir o nível de estresse. Encontre os amigos, participe de atividades culturais, comunitárias, etc.
Fatores de risco
Os fatores de risco para AVC são os mesmos que provocam ataques cardíacos:
* Hipertensão arterial;
* Colesterol elevado;
* Fumo;
* Diabetes;
* Histórico familiar;
* Ingestão de álcool;
* Vida sedentária;
* Excesso de peso;
* Estresse.
Tratamento
Acidente vascular cerebral é uma emergência médica. O paciente deve ser encaminhado imediatamente para atendimento hospitalar. Trombolíticos e anticoagulantes podem diminuir a extensão dos danos. A cirurgia pode ser indicada para retirar o coágulo ou êmbolo (endarterectomia), aliviar a pressão cerebral ou revascularizar veias ou artérias comprometidas.
Infelizmente, células cerebrais não se regeneram nem há tratamento que possa recuperá-las. No entanto, existem recursos terapêuticos capazes de ajudar a restaurar funções, movimentos e fala e, quanto antes começarem a ser aplicados, melhores serão os resultados.

ALHO A MARAVILHA DA COZINHA QUE CURA!!!

Allium sativum é a sua designação em Latim e referimo-nos ao alho comum.Regra geral quase todos nós utilizamos os dentes de alho na nossa alimentação como tempero, a verdade é que ele tem mais propriedades agradáveis além do paladar. Muito utilizado, desde a antiguidade, os estudos têm vindo a comprovar a sua real eficácia. Outrora as pessoas comiam ou engoliam dentes de alho, hoje já não é necessário – um dos benefícios da atualidade,   as cápsulas! – vieram evitar esse desconforto, mas sobretudo vieram aumentar a quantidade de óleo concentrado responsável pelos efeitos benéficos. O Alho tem várias aplicações… e não só para afastar vampiros e criaturas dessas, mas sobretudo outros ” montros” mais reais! As bactérias, vermes, parasitas… 
Estes não atacam em noite de lua cheia mas também nos “sugam.
As aplicações do alho regra geral são as seguintes:Antibiótica, Anti-inflamatória,Anti-microbiana,Anti-asmática,Anti-oxidante,Anti-cancerígeno,Protetor cardiovascular.
As patologias ou sintomas a serem tratados pelo alho são muito vastos, mas pode-se resumir a sua eficiência em:Distúrbios gastrointestinais, colesterol elevado, tensão arterial elevada, asma, bronquite, gripe, dores de dentes e mais recentemente os estudos comprovam a sua eficácia em cancro da mama e próstata.O Alho deve ser consumido cru, pois após ser aquecido ou transformado, perde ou transforma as suas propriedades benéficas. No caso das cápsulas, estamos a falar de extratos prensados a frio, macerações ou ainda alho envelhecido, que tem vindo a ser provado a sua eficácia e a ultrapassar as outras apresentações devido ao aumento da concentração das substâncias activas.A nossa recomendação vai para 500 a 1000mg de óleo Alho por dia, como efeito protetor ou 1 a 2 dentes crus e frescos por dia.O seu uso excessivo ou em dosagens elevadas pode causar má digestão e irritabilidade da mucosa gástrica. Deve ser evitado se estiver a tomar drogas sintéticas, pode haver o risco de potenciar algumas. Suspender nos casos: se já teve algum sintoma alérgico após a sua ingestão, em grávidas, lactentes e crianças até quatro anos e em pré e pós operatótio pois tem efeito anti-plaquetário.

Irina Silva

Limpe seus rins por menos de R$1,00…Maravilha Natural!!!

            


Pegue um maço de salsa e lave bem.                                
Corte bem picadinho e ponha em uma vasilha com água limpa.                                         Ferva por 10 minutos e deixe esfriar. 
Coe, ponha em uma jarra com tampa e guarde na geladeira.Beba um copo todos os dias,  e você vai perceber que o sal e outros venenos acumulados nos rins saem na urina.Você vai notar a diferença!Há muitos anos a salsa é reconhecida como o melhor tratamento de limpeza dos rins.E é um remédio natural!
A salsa é uma das ervas com propriedades terapêuticas menos reconhecidas. Ela contém mais vitamina  C do que qualquer outro vegetal da nossa culinária (166mg por 100g).
Isso é três vezes mais que a laranja.A salsa contém também ferro  (5.5mg /100g), magnésio (2.7mg / 100g), cálcio (245mg / 100g)e potássio (1mg / 100g)…Sendo  recomendada para pedra nos rins, reumatismo e cólica menstrual.Sua alta concentração de vitamina C ajuda na absorção de ferro.
O suco de  salsa, sendo uma bebida natural, pode ser tomado misturado com outros sucos, 3 vezes ao dia.As folhas podem ser mantidas no congelador, e seu uso é recomendado na culinária diária,pois além de saudáveis, dão ótimo sabor a qualquer receita.
Salsas são ricas em vitaminas A, B1, B2, C e D, isto se consumidas cruas, já que o cozimento elimina parte dos seus componentes vitamínicos.É diurética (facilita a secreção da urina); emenagoga (provoca a vinda da menstruação); carminativa (combate os gases intestinais); expectorante (facilita a expectoração); antitérmica (combate a febre); eupéptica (melhora a digestão); vitaminizante (colabora na regeneração das células); aperiente (abre o apetite); antiinflamatória (combate inflamações).
**Mas cuidado! A salsa, através de uso interno, é contra-indicada para gestantes e lactantes, pois um de seus componentes, o apiol, é estrogênico; isto é, altera o sistema reprodutor feminino e pode provocar o aborto.
Dela tudo pode ser usado: folhas, caules, raízes e sementes.

  


MUITO BOM PARA HIPERTENSOS.

Perigo – Pressão sanguínea alta…

Atualmente com a vida tão movimentada,  o problema de pressão arterial alta ou baixa que também é problemática tem feito parte da vida de muitas pessoas, por isso postei essa matéria que talvez possa amenizar e mesmo  deixar um alerta para que as pessoas fiquem atentas e controlem esse problema que é muito sério e comprometedor do bem estar, se informem e se constatarem a pressão alta como uma constante no seu dia a dia , procurem uma orientação médica adequada, isso é muito sério.  

A pressão sanguínea é o resultado da força que o coração faz para  se contrair e dar resistência ao fluxo das artérias.Se as artérias menores estiverem estreitadas, a pressão aumenta; se estiverem alargadas a pressão é baixa. Está estabelecido que a pressão normal fica no máximo em torno de 14 após esse número já é considerada pressão alta.
Muitas são as causas da pressão alta, da hipertensão.Muitos fatores somados resultam nesse problema.Quando não há um problema de ordem orgânica, patológica para a pressão alta , ela é chamada de essencial.
Se alguém que tem esse problema não tem doenças do coração, nos rins e glândulas, em 90% dos casos a pressão ficará normal com a mudança de alguns hábitos dentro de sua vida diária.
A pressão alta indica, para essa classe de hipertensos , que problemas maiores poderão surgir, fique atento.
É preciso evitar alimentos com a concentração de proteínas animal e gordura saturada, excesso de sal, álcool, fumo, café e vida sedentária.
Com o tempo, o esforço que o coração faz se transforma em uma série de danos que podem resultar no temido enfarto do miocárdio  ou lesões permanentes em órgãos vitais.
*Algumas causas da Pressão Alta-
-Problemas no coração, enfermidades da aorta
-arteriosclerose
-problemas nos rins
-fatores hereditários
-Abuso do sal na dieta

-exagero no consumo de proteína animal e gorduras de origem animal.
-estimulantes
-estresse
-falta de um exercício físico (caminhar,nadar,movimentar o corpo,dançar…)
Dietas a base de frutas,vegetais,verduras , grãos integrais ou seja uma dieta mais natural praticamente dá uma regulada na pressão quando não há ainda comprometimento de doenças nos órgãos vitais, mas deve ser sempre acompanhada por um médico da área.
E para se ter certeza do problema é preciso averiguar a pressão por algum tempo com regularidade para observar a média e assim providenciar um controle.
Alguma dicas que podem auxiliar-
1-Suco de laranja diariamente sem açúcar
2-Pêra, melancia, maçã, limão,lima da Pérsia, agrião,maracujá,
3-Alho (água de alho)(espremer 3 dentes de alho grosseiramente, colocar em um copo com água filtrada de noite, tampar bem esse copo , de manhã retirar os dentes de alho e beber a água.
4-Evitar a prisão de ventre, regular a digestão.
5-Não jantar muito tarde, nem comer coisas pesadas de noite.
6-Comer bastante salada crua.
7-Combater a obesidade
8-Evitar banhos muito quentes ou muito frios.
9-Evitar alimentos fumegando de quente, espere esfriar um pouco.
10-Fazer o processo de descanso necessário ao corpo, relaxar e se divertir.
Alguns sinais mais comuns-(podem manifestar ou não)
*coração acelerado e respiração curta , quando a pessoa faz um esforço maior.
*Algumas vezes a pessoa sente fraqueza, tontura
*dor de cabeça
*pés muito frios e calor na cabeça.

Fontes de pesquisa-
-Recursos Para uma Vida Natural(Elisa M.S.Biazzi)
-A Saúde Brota da Natureza(Professor Jaime Bruning)
-A Medicina Ayur-Védica (Gerrard Edde)